A inclusão da pessoa com deficiência física no turismo de aventura em Campo Grande, MS

  • por

O artigo “A inclusão da pessoa com deficiência física no turismo de aventura em Campo Grande, MS” foi publicado na Revista Turismo e Sociedade.

Autores Rosa Maria B. Santos, Marta Regina da Silva-Melo, Djanires Lajeano Neto de Jesus, Sarah Santos.

Resumo:

O acesso às atividades turísticas além de contribuir para a expansão cultural e qualidade de vida da pessoa com deficiência física, é um direito civil previsto em lei. O presente artigo tem como objetivo analisar a inclusão da pessoa com deficiência física no turismo de aventura em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Como procedimentos metodológicos, realizou-se pesquisa documental e bibliográfica, além da aplicação de questionários para empresários do setor do turismo e para uma amostra aleatória de pessoas com deficiência que já tiveram experiências com turismo de aventura no município. Os resultados apontaram que, apesar das garantias e direitos previstos na legislação brasileira, ainda há poucos investimentos no setor de turismo de aventura voltados às pessoas com deficiência, embora este se apresente como um mercado com potencial de crescimento. Quanto à amostra referente a pessoas com deficiência, em sua maioria, expressaram sentimentos positivos em relação às atividades das quais participaram, afirmando terem predisposição a repetirem a experiência. Conclui-se que as pessoas com deficiência física constituem um público em potencial para o desenvolvimento de atividades no turismo de aventura. Contudo, ainda há muitos obstáculos para a inclusão desses indivíduos nas práticas, como a falta de profissionais capacitados e de um pensamento estratégico para investir nesse segmento.

Palavras-chave: Turismo acessível; Pessoas com deficiência; Turismo de aventura; Inclusão.

Abstract:

Access to tourist activities, besides contributing to the cultural expansion and quality of life of the person with a physical disability, is a civil right provided for by law. This article aims to analyze the inclusion of the person with physical disability in adventure tourism in Campo Grande, Mato Grosso do Sul State. As methodological procedures, documentary and bibliographic research were carried out, besides the application of questionnaires for entrepreneurs in the tourism and for a random sample of people with disabilities who had already had experiences with adventure tourism in the city. The results showed that, despite the guarantees and rights provided by Brazilian legislation, there are still few investments in the adventure tourism sector aimed at people with disabilities, although this presents itself as a market with growth potential. As for the sample referring to people with disabilities, most of them expressed positive feelings about the activities in which they participated, affirming their predisposition to repeat the experience. It is concluded that people with physical disabilities constitute a potential audience for the development of activities in Adventure Tourism. However, there are still many obstacles to the inclusion of these individuals in the practices, such as the lack of trained professionals and strategic thinking of investing in this segment.

Keywords: Accessible tourism; Disabled people; Adventure tourism; Inclusion.

 

 

Rapel na Cachoeira do Inferninho, Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Fonte: Sarah Santos

 

Vale ressaltar que a pessoa com deficiência, seja no turismo ou em qualquer outro campo do mercado, deve ser tratada com todos os benefícios e investimentos que são oferecidos aos clientes sem deficiência. Portanto, recomendam-se ações para o desenvolvimento de boas práticas em acessibilidade no segmento do Turismo de Aventura e, desse modo, contribuir para que Campo Grande se torne acessível a todos.

 

 

Referência:

SANTOS, R. M. B.; SILVA-MELO, M. R.; NETO DE JESUS, D. L.; SANTOS, S.  A inclusão da pessoa com deficiência física no turismo de aventura em Campo Grande, MS. Turismo e Sociedade, Curitiba, v. 15, n. 1, p.1-18, 2022.

 

Imagem destacada: (Fonte: Sarah Santos)

 92 views,  1 today